Blog ECOS

Pirâmide de Maslow: questionamentos sobre a teoria


19-04-2021


Pirâmide de Maslow: questionamentos sobre a teoria

A Pirâmide de Maslow é uma teoria amplamente utilizada no ambiente corporativo e acadêmico para descrever como as necessidades e a motivação humana funcionam. 

Certamente você ouviu falar sobre como os seres humanos agem em busca da satisfação de suas necessidades e desejos. Segundo Maslow, a hierarquia é a seguinte: necessidades fisiológicas, de segurança, sociais, de estima e de autorrealização. 

No entanto, alguns pesquisadores têm revisto a teoria, apontando inconsistências na maneira como ela é apresentada e utilizada atualmente. 

Neste artigo, falaremos sobre o que é a Pirâmide de Maslow e levantaremos alguns tópicos para debate - não para instituir novas verdades, mas para enxergarmos uma nova perspectiva sobre o assunto. Confira!


O que é a Pirâmide de Maslow?

Abraham Maslow, psicólogo norte-americano, desenvolveu a teoria de que as necessidades humanas são estruturadas de acordo com níveis hierárquicos, em uma escala de importância e influência. 

Neste sentido, em ordem decrescente de urgência, Maslow classificou as necessidades em cinco categorias, tal como ilustra a imagem a seguir: 


Segundo o autor, as queixas e a insatisfação sempre estarão presentes, porque os seres humanos sempre irão desejar algo que não têm. Além disso, Maslow afirma que quanto maior for o nível de suas necessidades, maiores serão seus desejos e insatisfações - e vice-versa.


Necessidades fisiológicas 

É o nível mais baixo da pirâmide, pois é indispensável e estrutural. Tais necessidades estão relacionadas ao ser biológico, ao seu instinto de sobrevivência: respiração, comida, água, sono, sexo, excreção, entre outras. 

Quando essas necessidades não são satisfeitas, os indivíduos tendem a se tornar agressivos, aflorando seu instinto “selvagem”. 

Pessoas que habitam e trabalham em locais com condições insalubres, que passam fome e sede não têm suas necessidades fisiológicas atendidas. 


Necessidades de segurança

De acordo com a abordagem amplamente utilizada sobre a Pirâmide de Maslow, o segundo nível só poderá ser considerado quando o nível anterior estiver relativamente satisfeito. 

A necessidade de segurança está relacionada à sensação de proteção e estabilidade contra perigos e ameaças (violência, catástrofes, privação). 

Pode-se dizer que uma pessoa com medo de andar na rua por medo de violência ou que tem inseguranças financeiras por falta de emprego não tem suas necessidades de segurança satisfeitas. 


Necessidades sociais 

No terceiro nível, Maslow fala sobre as necessidades de construir associações e manter relações humanas harmônicas. Trata-se de construir amizades, ter uma boa relação com os familiares, além de receber e oferecer afeto. 

Quando esses desejos não são satisfeitos, os indivíduos passam a ter dificuldades para se relacionar social e afetivamente, tornam-se hostis em relação aos outros e acabam em isolamento e solidão. Tudo isso pode atrapalhar seu rendimento no trabalho e impedir que alcancem o próximo nível. 


Necessidades de estima 

As necessidades de estima envolvem sentimentos como: auto-apreciação, autoconfiança e desejo por aprovação social, respeito, status, prestígio e consideração. 

Desta forma, estão relacionadas à nossa percepção sobre nós mesmos e ao reconhecimento do outro sobre nossas capacidades. 

Aqueles que não têm suas necessidades de estima alcançadas costumam acreditar que são inferiores e emocionalmente dependentes de outras pessoas. 


Necessidades de autorrealização 

No topo da pirâmide estão as necessidades de crescimento pessoal, relacionadas ao autodesenvolvimento contínuo. Ao atingirmos esse nível, passamos a buscar ser sempre o melhor que podemos e fazer aquilo que gostamos. 

Trata-se da busca pela perfeição, pelo aprimoramento contínuo e pelas nossas potencialidades. 


Questionamentos sobre o uso da Pirâmide de Maslow

A teoria no ambiente empresarial

A Pirâmide de Maslow é frequentemente utilizada em ambientes organizacionais como ferramenta de gestão de pessoas, para pautar as ações motivacionais oferecidas aos funcionários. 

No entanto, é preciso ter em mente que Maslow não propôs esta teoria com base no mercado de trabalho, visto que a relação dos indivíduos com suas funções é muito mais complexa do que os conceitos acima descritos podem revelar. 

Além disso, como o próprio autor sinaliza, existem empregados que não desejam se auto realizar com o trabalho - e buscam outras formas de se sentirem completos. 


Necessidades múltiplas

Ao adotarmos o esquema da pirâmide, assumimos que uma pessoa só poderá almejar os itens do próximo patamar quando já tiver alcançado tudo nos níveis anteriores. 

Assim, uma pessoa que ainda não tem supridas todas as suas necessidades de segurança, não poderia desejar se sentir amada e querida, por exemplo. 

Mas será que os seres humanos funcionam assim? 

Nós somos indivíduos complexos, não agimos de forma hierarquizada nem precisamos estar 100% satisfeitos em uma área para passar a desejar mais. 

O próprio Maslow dizia que o mais comum é estarmos parcialmente satisfeitos e parcialmente insatisfeitos ao mesmo tempo.

Portanto, o ser humano é capaz de ter e satisfazer necessidades de todos os “degraus da pirâmide” ao mesmo tempo, atendendo alguns parcialmente e outros não. 


Neste artigo, falamos sobre a Teoria das Necessidades de Abraham Maslow e como ela é amplamente utilizada no mundo corporativo. Também levantamos alguns pontos sobre o assunto, discutindo sobre a aplicação da pirâmide de forma indiscriminada. 

Os seres humanos são demasiadamente complexos, assim como seus desejos e motivações. Portanto, é compreensível que certas teorias sejam consideradas “reducionistas”, tal como a Pirâmide de Maslow vem sendo contestada. 

É importante destacar que, embora seja questionada, ainda hoje a Pirâmide é uma das teorias sobre motivação humana mais conhecidas. Isso pode ser atribuído à sua facilidade de compreensão e à sua lógica intuitiva. 

E você, o que pensa sobre o assunto?


Se você gostou desse conteúdo, compartilhe com outras pessoas que possam se beneficiar e assim transformar o mercado de maneira positiva.

Para outros conteúdos como esse e muito mais sobre publicidade, comunicação e marketing, fique de olho em nossas redes sociais!


www.instagram.com/agencia_ecos 

 www.facebook.com/agenciaecos | www.linkedin.com/company/agenciaecos




Compartilhe essa Postagem!

FACEBOOK COMMENTS WILL BE SHOWN ONLY WHEN YOUR SITE IS ONLINE

Pesquisar
Últimas Postagens